FECHAR  ✕
Entre em Contato
Obrigada pelo interesse em meu trabalho! Por favor, preencha o formulário abaixo para entrar em contato comigo.

Obrigada! Sua mensagem foi enviada!

Oops! Ocorreu um erro ao enviar o formulário.

Desenhos da Semana #3

Daniela S. Nassetti
|
Desenhos da Semana
|
6/9/2015
Desenhos da Semana

E aqui estamos nós no terceiro post da série Desenhos da Semana!

Acredito que alcancei um estágio interessante em que posso me dedicar melhor em cada desenho — quero ter uma ideia e finalizá-la bem ao invés de criar várias coisas aleatórias e deixar inacabadas. Não que seja ruim fazer um rabisco ou outro aqui e ali (aprendi muita coisa assim, haha), ainda faço isso, mas no momento está sendo mais vantajoso para mim me dedicar a um projeto ou dois projetos específicos por semana. Ao me dedicar, me focar em uma ilustração específica, consigo finalizá-la melhor e aprender mais durante o processo.

A mania de rabiscar de vez em quando ainda persiste e sempre a encorajo. Aí vai um feito essa semana sem referência, hahaha.

Essa semana fiz uma ilustração bem legal que serviu tanto de estudo quanto de reconhecer um estilo próprio, por isso me decidi focar apenas nela. Quem me conhece sabe que adoro videogames, e de vez em quando aqui e ali faço uns fanarts (assunto que será abordado com várias fotos de algumas ilustrações antigas minhas em um próximo post), principalmente da franquia The Legend of Zelda. Amo a princesa Zelda e por conta disso já fiz várias ilustrações dela, mas as que fiz essa semana me fizeram perceber o quanto eu havia evoluído.

Percebi outra coisa interessante: cada post que escrevo aqui no blog se torna uma “DLC” do último post escrito. É a evolução sendo realmente mostrada em cada post. No último post falei sobre como evolui nos desenhos que fiz ao longo desses últimos anos, os erros que me ajudaram a avançar, etc. e hoje acabo mostrando justamente uma continuação disso, pois, com tão pouco treino em aquarela (umas 2 semanas), estou melhorando tanto que nem imaginava que chegaria nesse ponto de forma tão rápida. Acredito que o que realmente anda fazendo diferença é o fato de eu sempre estar treinando luz e sombra. De eu ter treinado muito ao longo desses anos. Quando você compreende bem luz e sombra, parece que o resto se torna incrivelmente fácil. Claro, vai de cada um, do processo de desenvolvimento de cada um, mas quando queremos, nós conseguimos MESMO.

Quando você define um foco, o resultado de todo o esforço é quase que imediato.

Sério mesmo. Nunca desista!

Bom, sem mais delongas, vamos para os desenhos! 

Antes de fazer a pintura em aquarela, decidi fazer um sketch bem trabalhado na luz e sombra. Usei como referência uma arte da Zelda do jogo Twilight Princess (um dos meus jogos favoritos da franquia). Desenhei ela de forma que as pessoas pudessem se lembrar dela (alguns detalhes como o queixo pequeno, os olhos um pouco inspirados em mangá, o rosto sério de como ela é mesmo no Twilight Princess, etc), ao mesmo tempo em que criei algo no meu estilo de desenhar.
Mais algumas fotos do desenho para vocês verem os detalhes. Dica: gosto de criar as sombras e usar depois o esfuminho para mesclá-las e deixá-las mais uniformes para dar esse resultado. Sempre lembre-se de marcar bem os lugares onde serão mais claros ou mais escuros, e invista com cautela no esfuminho para não abusar e acabar deixando o desenho com aparência de “borrado”.  Por isso eu sempre falo nos posts que é bom aprender bem como fazer luz e sombra para depois brincar com o esfuminho, hehe.
O desenho finalizado.
Assim como fiz com aquela outra ilustração que postei semana passada, refiz o desenho do zero — algo que não é tão simples de fazer, pois é quase impossível de deixar 100% igual, haha (por isso muitos — ou quase todos, haha — decalcam seus desenhos usando um quadro de luz, que ainda não tenho, antes de fazer uma pintura). No meu caso, vale a pena refazer, até porque se quero ser concept artist, terei de ser obrigada eventualmente a fazer/refazer um personagem, um ambiente… esse tipo de coisa, e nada melhor que treinar isso de forma tradicional primeiro já para acostumar, haha. Então, para essa pintura, resolvi usar lápis de cor aquareláveis (Faber Castell, desses que você compra em qualquer papelaria mesmo) e meu estojo de pastilhas de aquarela da marca Van Gogh também. Comecei criando uma “base” da pele (um tom levemente rosado, como vocês podem ver na imagem), e depois repassando com aquarela nos lugares que eu queria criar volume. Arrependi-me, porém, de achar que poderia ser interessante contornar com nanquim os olhos e as narinas… acho que se tivesse usado lápis de cor marrom escuro, teria ficado melhor, mas ao menos consegui fazer com que esses detalhes não atrapalhassem o restante da ilustração como um todo. Contornei com lápis marrom escuro os olhos e no nariz fiz uma sombra um pouco mais forte (talvez um pouco demais, confesso, hahaha, mas ainda assim ficou interessante).
Para as sombras, usei tons marrons e mesclei um pouco com o rosa (nisso fui variando entre lápis de cor e aquarela — para o rosa inicial usei lápis de cor). Usei um amarelo como base para o cabelo, embora o cabelo dela seja mais escuro nesse jogo do que nos outros, mas só usei de base mesmo e mesclei com marrom também. Nos olhos, usei lápis de cor azul claro e escuro. A cor da boca é um vermelho bem “aguado”. A cada pincelada forte, passava de leve um guardanapo por cima para não ficar muito forte e dar esse efeito. E sempre usando marrom para as áreas mais escuras, mantendo o padrão de cores que usei e ficar harmonioso.
Tons amarelados e marrons na coroa e um azul na jóia. Inclusive, no azul também usei o guardanapo para criar esse efeito (que expliquei na imagem acima e também no post da semana passada).
Pintura finalizada.

Apesar de um erro ou outro, fiquei muito feliz com o resultado e espero melhorar ainda mais nas minhas próximas pinturas! E espero que vocês tenham gostado do post! Que as dicas aqui, não só nesse post, mas nos outros também, possam ajudar e inspirar vocês!

Daniela S. Nassetti
Designer Gráfico formada pela Escola Panamericana de Arte e Design. É também escritora, web designer e ilustradora.

Posts ReLACIONADOS

Receba atualizações por e-mail:

Obrigada! Sua inscrição na newsletter foi efetuada!

Oops! Ocorreu um erro.