Entre em contato
Obrigada pelo interesse em meu trabalho! Por favor, preencha o formulário abaixo para entrar em contato comigo.

Obrigada! Sua mensagem foi enviada! :)

Oops! Ocorreu um erro ao enviar o formulário.
Verifique as informações e tente novamente.

MENU

O valor do nosso trabalho

Daniela S. Nassetti
|
Reflexão
|
September 7, 2015
Reflexão

Esse é um tema um pouco mais amplo. Como sou Designer, vou focar na minha área, mas sinta-se livre para comentar e falar o que pensa no que diz respeito à sua área de trabalho.

Inúmeras vezes nos deparamos com pessoas que não respeitam nosso trabalho. Pessoas que pensam que qualquer um pode fazer o que você faz, porque existem vários “designers” que também fazem o que você faz por um valor menor. Não posso dizer que por culpa dessas pessoas (que geralmente o pessoal costuma chamar de sobrinhos ou micreiros) é que nosso trabalho é desvalorizado, até porque existem muitos designers formados que, também, se desvalorizam.

Design é investimento. Isso vale tanto para o profissional quanto para o cliente. Você investe no design e ele te traz um retorno, seja financeiramente ou através de um reconhecimento pessoal/profissional. Muitos não percebem o quanto o valor de uma marca é importante para a empresa/pessoa, por exemplo, o quanto é importante ter uma identidade visual e estratégia de branding intacta e bem elaborada. E aí é que reside o problema.

Ao não perceber a importância do design você perde oportunidades; ao perder oportunidades e perceber o erro lá na frente, você perde dinheiro.

É melhor investir bem agora para depois não ter que refazer do zero e acabar gastando mais.

Muitas vezes nos deparamos/iremos nos deparar com clientes que querem pagar muito pouco pelo nosso trabalho e, porque precisamos pagar as contas, aceitamos fazer por menos. O problema é que lá na frente, toda vez que esse cliente quiser fazer outro projeto com você, ele vai achar que você tem que cobrar menos sempre. O que é injusto e não podemos aceitar. Não pelo dinheiro em si, mas pelo fato de que nós precisamos valorizar o nosso trabalho e cobrar um preço justo. É dolorido, eu sei, pois muitas vezes precisaremos dizer “não” para um cliente, mas se você não valorizar agora seu trabalho e mostrar que você é um profissional, agir como profissional, fica difícil de te valorizarem lá na frente. Claro, nada te impede de fazer um trabalho pro bono de vez em quando para alguns clientes, pois isso te ajuda sim, mas quando começam a achar que tudo tem que ser baratinho ou de graça, não dá. Afinal, não vivemos de fotossíntese não é mesmo? hahaha.

Dizer “não” é difícil…. muito difícil e aprendemos isso em alguma etapa da nossa vida profissional. Geralmente aprendemos isso quando estamos estagnados com nosso trabalho, não vemos avanço profissional e aí o medo de arriscar nos corrompe. Ficamos ali, parados e aceitando uma situação precária por medo de não conseguir pagar as contas. Aceitamos fazer o que não gostamos com medo de recomeçar ou se jogar em algo novo… ou às vezes até fazemos o que gostamos, mas por medo decidimos não arriscar dizer o temido “não”.

Aliás, faço aqui uma pausa para indicar um podcast que vai abrir sua mente. O Sean McCabe é um hand letterist sensacional e que se dedica inteiramente ao trabalho dele. Além disso, dá dicas maravilhosas não só na área (para quem tiver interesse em hand lettering), mas também para quem tem interesse em melhorar sua interação com o cliente, ter dicas de como cobrar, como agir de modo mais profissional no quesito business. Além do podcast semanal (duas vezes por semana), ele tem blog e publica vídeos com ínumeras dicas valiosíssimas. Recomendo demais. Fica aqui o link para quem tiver interesse: www.seanwes.com.

(OBS: em inglês)

Lembrei dele por conta do “não”. Ele postou no Facebook algo muito interessante a respeito desse assunto e que também adere conteúdo para esse post que escrevi semanas atrás:

Você Precisa Parar de Dizer Sim para Muitas Coisas
Dizer “não” é sua ferramenta para criar tempo. Você precisa dizer não para si mesmo porque você precisa pensar na qualidade do seu “sim”. O que significa quando você diz “sim” para algo? Para quanto mais coisas você disser “sim”, seu “sim” carregará menos peso (qualidade). É difícil dizer não. Geralmente sentimos obrigação e não queremos ofender ninguém, ou porque nos sentimos mal. Não queremos decepcionar as pessoas. Enquanto “não” pode ser uma palavra difícil de dizer, é a única ferramenta que temos para criar tempo. “Sim” preenche tempo. “Não” cria tempo. Não importa o que você faça, você vai decepcionar alguém. Você prefere decepcionar outras pessoas, ou prefere decepcionar a versão futura de si mesmo?
(Sean McCabe – Fonte: Seanwes)

Voltando: é difícil fazer as pessoas entenderem o valor do Design e, isso, é uma tarefa que cabe a nós. E, convenhamos, não apenas Design, tenho certeza que existem várias profissões ai que não são valorizadas como deveriam! Para que nos valorizem, precisamos nos valorizar. Não dá para ser o(a) melhor se você não se esforçar para realmente ser o(a) melhor. Mostre seu diferencial, interaja com pessoas dentro e fora de sua área, busque novas opiniões e amplie seu repertório. Trabalhe bem na sua marca, reserve um tempo para se dedicar a projetos pessoais, mantenha seu portfólio atualizado e impecável… mostre que é profissional e que sabe o que faz. Dedique-se inteiramente, pois isso faz toda a diferença. Ah, diga “não” sempre que necessário!

Vença a ponte do medo para conquistar o profissionalismo…

… pois, se você não o fizer, outros irão fazê-lo. Você perderá oportunidades e ficará para trás. Não deixe que o medo te impeça de ser um(a) melhor profissional!

Daniela S. Nassetti
Designer Gráfico formada pela Escola Panamericana de Arte e Design. É também escritora, web designer e ilustradora.

Posts ReLACIONADOS

Receba atualizações por e-mail:

Obrigada! Sua inscrição na newsletter foi efetuada!

Oops! Ocorreu um erro.